João e Maria Fodendo com a Bruxa


clique e veja

João e Maria Fodendo com a Bruxa. amateur, amateur porn teen, blowjob, defloration, deflowered, fodendo pela primeira, garota transando, garota virgem transando, garotas de 18 anos fodendo pela primeira, hardcore, loirinhas fodendo pela primeira vez, lolitas fodendo pela primeira vez, lolitas novinhas fodendo pela primeira vez, menina virgem transando, meninas fodendo pela primeira vez, meninas lindas fodendo pela primeira vez, meninas virgens transando, molecas fodendo pela primeira vez, morenas fodendo pela primeira vez, ninfetas fodendo pela primeira vez, ninfetas novinhas fodendo pela primeira vez, novinhas fodendo pela primeira vez, teen, teenies, ukraine, virgem transando, virgens de 18 anos, virgens fodendo, virgens perdendo a virgindade, virgens reais de 18 anos, virgens sangrando, virgin, young, younger

Fodendo com o Pedreiro

Fodendo com o Pedreiro. Em frente a minha casa existia uma granja, que foi vendida a uma construtora famosissima e passando-se uns meses começaram a chegar pedreiros e a obra começou. vizinho a minha casa existem 02 terrenos baldios, mas um deles tem uma casinha fechada e tem uma torneira com água, os pedreiros vem buscar água para beber e muitas vezes mijam.
furei em meu muro 02 buraquinhos para ter visão deles, nossa que delicia, meu coração chega a querer sair pela minha boca de tanto tesão.
quase todo dia me masturbo vendo aquelas pirocas de todos os tamanhos.
passando-se alguns meses, bateram em minha porta e eu perguntei quem era.
ele respondeu: é o pedreiro daqui da obra, gostaria de saber se o senhor poderia encher minha garrafa com água para beber-mos.
fiquei louco, e imediatamente abri e disse:
sim posso, sempre que precisar pode vir.
era um pedreiro lindo, e com acara de safadinho.
fui buscar a água e quando voltei, ele estava com a camisa levantada e a barriguinha a mostra e o tesão foi os pelinhos que formavam um caminho até a parte de dentro da calça.
então olhei e disse:
meu filho num faça isso não que eu não aguento.
ele riu e disse:
vc gosta de barriga é?
eu falei: gosto e esses pelinhos ai vão até onde?
ele perguntou: quer ver?
fiquei louco e disse: quero!!
ele entrou um pouco para dentro do meu portão e disfez o laço de sua calça e mostrou aquela piroca linda e bamba.
eu falei; quero mamar ela e tomar leitinho
ele então disse : chupa
me ajoelhei em frente aquele cacete suado, arregacei o courinho da cabecinha e tava bem limpinho e comecei a mamar loucamente e ela ia crescendo e ficando dura.
engolia e voltava até a cabeça e ele então colocou a mão sobre minha cabeça e no vai e vem parecia que estava comendo uma buceta.
chupava suas bola e ele pedia para chupar devagar, então voltei para aquele cacetão e engolia até me engasgar.
quando eu tava sentindo que o macho e a esporrar, ele tirou e guardou…
fiquei danado por dentro, queria beber aquele leite.
a cabeça da sua piroca latejava, mas ele falou que não podia gozar, estava trabalhando, os outros pedreiros o esperavam e a sua esposa quando chegasse em casa iria olhar sua cueca.

Papai me viu pelada em um vídeo caseiro

Papai me viu pelada em um vídeo caseiro. Acho que meu mal; foi sempre idolatrar meu próprio corpo. Vivia na frente do espelho me achando a menina mais gostosa que podia existir… Tinha uma fantasia de um dia posar nua pra alguma revista masculina e ter vários homens me olhando nua e até se masturbando por minha causa. Meu pai veio de uma viagem aos Estados Unidos e trouxe uma câmera digital de última geração; era só programar que ela fazia tudo sozinha: filmava e tirava fotos com excelente qualidade. Aprendi e usei por várias vezes passando as fotos pro meu computador antes de apagar da câmera. Meu azar; já estava com meus 19 anos, foi quando além de tirar algumas fotos peladas, fiz um vídeo e passei pro computador assistindo meu desempenho de mulher fatal sobre uma cama… Até fazendo siririca me filmei; com minha xoxota arreganhada pra câmera socando pelo menos três dedos até ter um orgasmo gemendo alto como uma puta sendo fodida (tudo gravado). Depois de assistir e ver as fotos por várias vezes; deletei do computador e rapidamente apaguei da câmera… Só que eu; sem ter muito conhecimento, apaguei somente as fotos e acabei deixando gravado o vídeo que devia ter uns 5 minutos. Mas só fui saber disso quando papai me chamou no seu quarto pra me dizer que tinha descoberto um vídeo meu ainda na câmera… Como tinha sido meu primeiro e único vídeo; logo imaginei papai assistindo-me fazendo aquele monte de sacanagem com a câmera sobre um móvel; no nível da cama, filmando tudo. Um tremor incontrolável se apoderou do meu corpo e até tonta sentei na beirada da cama; sem olhar pra ele:

fodendo-com-o-pai-1
– Mas você apagou?
Ele sentando do meu lado e fazendo carinhos nos meus cabelos:
– Da câmera sim… Só deixei no meu computador!…
Nitidamente apavorada, com os olhos arregalados olhando pro papai:
– Pelo amor de Deus papai; alguém pode ver… Por favor, deleta; vai?
Ele rindo e olhando direto nos meus olhos:
– Relaxa Beatriz… Sua mãe jamais descobriria esse vídeo; você sabe que ela nem sabe mexer no computador!…
– Mas mesmo assim papai… Só vou ficar tranquila se ver você apagando do computador!
– Tá bom… Tá bom… Pode deixar que vou apagar!
Com minha cabeça dando mil voltas e num constrangimento pavoroso só de saber o que papai viu naquele vídeo:
– Deixa ver você apagando papai… Por favor!…
Ele concordou e ligando o computador sentou na cadeira… Eu ria de nervosismo, e ficando do seu lado ele me abraçou pela cintura e com a outra mão foi clicando até chegar no arquivo. Só que ele, ao invés de deletar, clicou e acionou o vídeo que logo apareceu minha imagem:
– Não faça isso papai… Deleta logo!
– Que corpão que você tem filha… Olha só como você está linda!
– Ah!!!! Para papai… Para!…
– Está com vergonha do papai ver você peladinha?
– Não é isso não… É do que eu fiz pra poder filmar!
– Adorei ver você fazendo essas coisas… Principalmente quando você aparece se masturbando!
Vermelha da cabeça aos pés:
– Só fiz isso de brincadeira papai…!
– Hahahahaha! Mas você gozou de verdade; não gozou?
Começava a aparecer a cena em que eu me posicionava arreganhando minha xoxota a menos de um metro da lente da câmera; isso antes de começar a siririca… Eu levando a mão no monitor e impedindo que ele olhasse:
– Apaga papai… Estou ficando muito envergonhada!
Ele tirando minha mão; olhando pra minha xoxota no monitor e sorrindo:
– Você gosta de se masturbar sozinha?
Novamente, acabei fazendo outra besteira… Eu sentando no seu colo peguei o mouse da sua mão:
– Deixa eu mesma apagar!
Foi quando senti algo estranho debaixo de mim… Notei que papai estava de pau duro que dava pra sentir até palpitando debaixo da minha bunda. Fiquei parada por algum instante e ele:
– Deixa ver até o final só mais uma vez; deixa?
– Mas papai… Ah! Então tá… Mais depois eu vou apagar; tá bom?
Só me ajeitei no seu colo pra permitir que ele olhasse pro monitor e ali fiquei assistindo junto com ele eu praticando minha masturbação. Minha curiosidade passou a ser aquele pau duro cutucando minha bundinha… Percebendo que ele estava excitado por minha causa, fui relaxando e não demorou pra começar a rir daquela situação. Eu de short, papai aproveitando e alisando minhas coxas:
– Caramba heim Beatriz!!?? Três dedos de uma vez só?
– Ah papai… Você está caçoando de mim; é?
Ele sorrindo pra mim e descaradamente passando a mão sobre meu short; no local exato onde o tecido marcava minha xoxota:
– É que fico imaginando passando meus dedos na sua bucetinha… Deve ser uma loucura!
– Nossa papai… Porque está falando isso?
Ele parou de passar a mão:
– É só minha imaginação filha… Papai jamais lhe faria algum mal!…
Começou a vir do monitor o barulho de quando comecei a gemer gozando nos meus próprios dedos… Eu rapidamente deletando o arquivo:
– Pronto papai… Agora não tem mais perigo de alguém ver; né?
Enquanto eu levantava do seu colo e olhava pro volume que estava formado; ele:
– Se você fizer outro vídeo; deixa o papai ver… Prometo que apago na mesma hora!
Minha imaginação voltou a povoar minha cabeça que comecei a fantasiar papai folheando uma revista onde eu aparecia pelada; ele se masturbando e sussurrando: “como minha filhinha está gostosa” – “Ah que vontade de meter na minha filhinha”… E mais algumas coisas bem sacanas. Eu segurando o rosto de papai e lhe dando um beijo no rosto bastante sugestivo:
– Pode deixar papai… Qualquer dia eu vou tirar algumas fotos e deixar você ver; tá bom?
Ele ainda sentado e me segurando com suas duas mãos pela bunda; uma em cada nádega:
– Mas vão ser fotos de você peladinha; não é?
– Peladinha de tudo papai… Hahahahaha!

fodendo-com-o-pai-2

Os dias foram passando e eu continuei fantasiando sendo vista nua por ele e ele como um louco se masturbando como se desejasse me estuprar à força. Papai chegou a me cobrar algumas vezes as tais fotos que eu tinha prometido. Bastou saber que mamãe ia viajar e ficar duas semanas fora pra bater aquela vontade de me expor novamente pro papai. Um dia antes de mamãe viajar, sozinha em casa, peguei a câmera e sai tirando fotos de mim pelada: No banheiro; no meu quarto; na sala; cozinha e até no quarto (na cama) dos meus pais. No domingo, ele chegando do aeroporto e me encontrando na cozinha; de propósito permanecia com minha camisola, me deu um abraço tão gostoso por trás e dando-me beijos na nuca que logo senti ir ficando excitado pressionando seu pinto na minha bunda:
– Estou adorando poder ficar sozinho em casa com minha filhinha linda!
Sem um pingo de pudor, esfreguei meu traseiro na sua virilha:
– Então, vou poder mostrar as fotos que eu tirei pra você!
– É filha? Então vamos lá pro meu quarto!
– Já passei pro meu computador papai!…
Fomos pro meu quarto, ligando o computador e chegando na pasta onde estavam as fotos pedi pra que ele sentasse na cadeira pra vê-las. Papai logo abrindo a primeira foto, já me puxou pro seu colo e descaradamente passando a mão na minha coxa enquanto que com a outra ia passando as fotos:
– Pura-que-pariu Beatriz… Você está um mulherão… Olha só que peitos lindos!…
Sua mão na minha coxa foi empurrando lentamente a bainha da camisola até encostar na minha calcinha:
– Você raspou sua bucetinha filha?
Era um close que eu tinha dado na minha xoxota:
– Raspei sim papai… Gosto de ficar com ela sempre assim…!
Senti chegando minha calcinha pro lado (abri um pouco minhas pernas) e seu dedo encostar na minha xoxota e ficar esfregando levemente… Ele largando o mouse e passando também sobre minha xoxota no monitor:
– Deve ser muito gostoso passar a língua nessa bucetinha!…
Eu já reclinava um pouco meu corpo sentindo seu dedo entrando na minha xoxota:
– Ooooh papai… Ooooohhhhh! O que você está fazendo comigo?

fodendo-com-o-pai-4

Ele largando o computador, beijando meu pescoço e puxando a alça da camisola fazendo aparecer um dos meus seios que ele deu alguns beijinhos:
– Deixa o papai chupar sua bucetinha; deixa?
– Deixo… Deixo… Oooooh papai; quero ser todinha sua!…
Ainda sentada no seu colo, papai tirou minha camisola e chupou meus suculentos seios por alguns minutos antes de me colocar sobre a cama e tirar minha calcinha. Bastou papai passar algumas vezes sua língua na minha xoxota pra eu ter um delicioso orgasmo… Ele lambeu; chupou e mordiscou meu grelo até me fazer ter o segundo orgasmo. Deitando do meu lado e voltando a chupar meus peitos, percebi que estava abrindo suas calças e provavelmente colocando seu pau pra fora. Ansiosa, aguardei ele entrar no meio das minhas pernas e começar a esfregar sua mão e também algo que só podia ser seu pinto na minha xoxota… Quando senti começando a entrar; achei que ia perder minha virgindade pela segunda vez de tão grosso que parecia ser a piroca do papai. Ele soltando todo seu corpo sobre o meu e empurrando sua tora toda pra dentro de mim:
– Que delícia de buceta, filha… Hummmm, você ainda é bem apertadinha!
Ali, sendo fodida pelo meu próprio pai é que fui perceber que meu namorado tinha era uma minhoquinha no meio de suas pernas; e ainda se achava o maior garanhão quando estava trepando comigo… Urrei feito uma cadelinha anã sendo penetrada por um enorme cachorro:
– Ai, ai, ai… Aaaaiiii meu Deuuuuus do Céu… Você está me abrindo toda!…
Ele começando a socar segurando meu rosto e me dando rápidos beijos na boca:
– Nunca podia imaginar que meter em você fosse tão gostoso!…
Era cada pirocada que fazia todo meu corpo tremer. Dois minutos com ele bombando passei a ficar preocupada:
– Cuidado papai… Cuidado pra não gozar em mim!…
– Papai sabe o que está fazendo… Não se preocupe!…

fodendo-com-o-pai-5

Jamais poderia imaginar ter três orgasmos em poucos minutos… Mas papai me fez ver até estrelas de tanto que socou na minha xoxota e abafou meus gemidos de gozo grudando sua boca na minha… Adorei vê-lo tirar aquela pau de uns 20 cms e muito grosso de dentro da minha buceta e ficar esporrando sobre minha barriga.
Papai saiu horas depois e só retornou em casa quando estava começando a escurecer. A primeira coisa que ele fez foi se aproximar do sofá onde eu estava e me dar um gostoso beijo na boca:
– Vou tomar um banho… Quer ficar peladinha lá na minha cama me esperando?
Eu ficando de pé sobre o sofá lhe abraçando e também procurando sua boca pra beijar:
– Vou ficar de calcinha só pra deixar você tirar!
Ele chegou com uma toalha enrolada na cintura, tirou minha calcinha e se livrando da toalha mostrando que já estava com o pau bastante calibrado. Novamente chupou gostoso minha xoxota e atolou sua piroca em mim me fazendo gritar de felicidade. Nos dias seguintes, era ele chegar do serviço, tomar um banho e me foder com aquele seu delicioso pau.
Fui ficando tão safado com meu pai que na semana seguinte eu já chupava sua pica e deixava ele me dar um banho de porra lambuzando minha cara e meus peitos. Mesmo depois que mamãe voltou, eu e papai sempre arrumávamos um jeito de darmos uma boa trepada.

Dando gostoso a buceta para o Padrasto

Dando gostoso a buceta para o Padrasto. Fiquei um pouco sem chão, quando minha mãe depois de cinco anos viúva resolveu casar novamente. Só eu de filha solteira, tive que ir conviver com um homem estranho pra mim dentro da casa dele. Em compensação passei a ter um quarto bem grande, todo mobiliado e inclusive com um computador só pra mim. Aldo é engenheiro civil, aposentado, 62 anos, com quase 2 metros de altura e uns 100 kgs em um corpo bem definido. Ele ainda trabalhava particularmente e tinha um escritório anexo a casa e saia muito pra acompanhar obras. Já minha mãe era professora universitária e praticamente a tarde e a noite estava dando aulas. Eu e Aldo não tínhamos nenhuma afinidade e praticamente não nos falávamos mesmo nos cruzando várias vezes dentro de casa. Depois de alguns meses, quando passei a vê-lo só de short dentro de casa com aquele peito e coxas grossas cabeludos, comecei a repara-lo despistadamente de rabo de olho… Estranhamente comecei a sentir um calafrio quando ele se aproximava de mim com aqueles trajes. Proibida de receber o namorado dentro de casa quando estivesse sozinha, passei a namorar no pomar que ficava atrás de casa. Sempre fui aquele tipo de menina gostosinha, que vivia deixando os garotos taradinhos e com vontade de me comer: morena, baixinha, peitinhos pequenos pontudos e um bumbum também pequeno e redondinho. Muito cedo comecei a gostar de uma boa sacanagem. Namorávamos num banco de cimento no meio do pomar, sempre prestando a atenção na porta da cozinha quando queríamos fazer alguma sacanagem. Sempre estava de vestido e sem calcinha pra poder sentar no pau do namorado depois dele colocar camisinha.

novinha-fodendo-padrasto-5

Quando não estava sentada no seu colo, estava tocando uma punheta pra ele ou até dando uma gostosa mamada no seu pau. Jamais poderia imaginar que o Aldo andava subindo no terraço escondido pra ficar nos espiando. Fiquei gelada quando um dia percebi um vulto de um rosto atrás de uma coluna no terraço que logo se escondeu. Sem falar nada com o namorado, tirei minha buceta do seu pau e fui pra dentro de casa vendo pela janela da sala o Aldo entrando no seu escritório. Fiquei puta e muito chateada por alguns dias, sempre na dúvida sobre o que o Aldo devia já ter visto eu fazendo com meu namorado: Será que ele tinha visto eu chupando ou dando a bundinha? Ou só foi daquela vez sentada no pau? Aos poucos, sempre que voltava a pensar nisso começava a vir um desejo enorme de ter um pau na buceta novamente e também um desejo do Aldo voltar a me ver fazendo sacanagem com meu namorado. Meu namorado estranhava eu recusando fazer alguma sacanagem; mas não podia contar pra ele o que tinha acontecido naquele último dia, até que ao notar que Aldo estava em cima do terraço escondido resolvi começar uma provocação. Fiz meu namorado tirar o pau pra fora e cai de boca dando uma boa mamada antes de levantar meu vestido, tirar a calcinha e pedir pra ele comer minha bunda. Quando ele enfiou no meu rabo e começou a fazer o vai e vem, despistadamente olhei pra cima e sorri indicando que sabia que Aldo estava nos espiando. Assim que ele gozou dentro de mim, pedi pra ele ir embora e rapidamente entrei em casa indo direto pro banheiro me lavar já que um pouco de porra começava a escorrer pelas minhas pernas. Coloquei novamente só o vestido por cima do corpo e fui pro meu quarto deixando a porta aperta e deitando na cama de bruços… Tinha quase certeza que Aldo ia entrar em casa. Uns cinco minutos depois ouvi ruído de passos entrando no meu quarto e logo em seguida meu vestido sendo levantado e uma mão grande e forte começando a apalpar minhas nádegas. Lógico que Aldo sabia que eu estava acordada, mas resolvi permanecer naquela posição até que ele se esticou na cama do meu lado e beijando meu pescoço, minha nuca e começando a enfiar o dedo na minha buceta.
– Sua safadinha; o dia que quiser sentir um pau de verdade nessa bucetinha gostosa é só me pedir… Vou adorar fazer você gozar muito!

novinha-fodendo-padrasto-1
Aldo ficou poucos minutos ali me beijando no pescoço e até na minha bochecha, tirar o dedo da minha buceta e levantar saindo do quarto. Minha vontade foi pedir pra ele continuar fazendo tudo aquilo comigo… Estava adorando. Quando sai do quarto, passei por ele na sala e o vi segurando seu próprio pau por cima do short de modo que eu notasse o volume formado. Sorri e fui pro cozinha percebendo que ele levantou do sofá vindo também pra cozinha. Estava tirando água do filtro pra beber quando ele me abraçou por trás com força que logo notei sua excitação encostando acima da minha bunda e sussurrando no meu ouvido antes de dar uma mordidinha.
– Ainda está sem calcinha?
– Estou!…
– Caralho Janaína; você está me deixando louco de tesão!…
Na realidade, desde que sai do quarto estava louca pra dar pro meu padrasto. Levei a mão pra trás e sem nenhum pudor apertei seu pau duro por cima do tecido. Aldo rapidamente tirou o pau pra fora e me fez segurar… Alisei de cima em baixo percebendo que tinha não mão uma coisa grande e dura que nem ferro.
– Quer sentar no meu pau, igual você faz com seu namorado?
Fui virando pra olhar diretamente pra aquele pau enorme e grosso, e olhando pra cima direto pro rosto de Aldo, sorrindo.
– É muito grande Aldo, não sei se vou conseguir!…
Ele se afastando e pegando uma cadeira pra sentar.
– Tenta Janaína; tenho certeza que você consegue!…
Ele sentou com sua pica apontando pro teto, e eu segurando meu vestido na cintura com uma das mãos com a outra segurei aquela vara e vim de frente pra ele até encostar minha bucetinha. Quando forcei um pouco pra baixo já notei que não ia ser fácil… Forcei fazendo careta até sentir que a cabeça já estava dentro da minha buceta. Respirei fundo e fui soltando todo meu peso sentindo engolindo cada centímetro daquela vara.
– Ooooooh! Ooooooh! Tá indo Aldo! Tá iiiiiiiindo!… Aaaaaah! Aaaaah! Aaaaaaiiiiiii!!!!!!!
Só quando sentei sobre suas pernas com aquilo tudo dentro de mim é que fui perceber a insensatez que estava cometendo.
– Caramba Aldo; estamos fazendo sem camisinha!…

novinha-fodendo-padrasto-2
Ele segurando meu rosto e dando um beijo na minha boca.
– Fique calma que não vou gozar dentro de você, ok? Eu consigo me segurar por bastante tempo!…
Deixei ele me beijar bastante pra depois começar a subir com o corpo e voltar a descer com minha bucetinha escorregando naquele delicioso cacetão até que comecei a sentir o orgasmo vindo numa velocidade incrível… Sentei no seu colo e fiquei só mexendo com a cintura sentindo aquela tora toda dentro de mim.
– Huuummmmmm! Hummmmm! Toooooooo goooooozaaaaaaannnnndo!…
Ele segurando-me pela minha bunda e fazendo também movimentos como seu corpo.
– Isso putinha safada; goza! goza!…
Depois de ter gozado feito uma louca, ele me fez ficar com meio corpo sobre a mesa de bruços e veio novamente enfiando todo seu pau na minha bucetinha já bastante ardida. Aldo ainda ficou por vários minutos socando na minha buceta que consegui ter um novo e delicioso orgasmo antes dele tirar e gozar muito no chão da cozinha. Depois, voltou a sentar na cadeira e me puxando pro seu colo me beijou muito na boca apalpando meus seios por cima do vestido.
– Amanhã vou querer comer sua bundinha, tá?
– Tá!!!!…
No dia seguinte cedo, entrei na cozinha e como sempre só cumprimentei os dois e falei somente o essencial com mãe, evitando até de olhar pro Aldo. A tarde, assim que minha mãe saiu pra trabalhar fiquei aguardando que Aldo saísse do seu escritório e viesse pra dentro de casa pra me enrabar como tinha prometido. Uns 40 minutos se passaram e saindo de casa fui até a janela do escritório vendo Aldo sentado atrás da mesa mexendo no computador.
– Oi! Tá muito ocupado?…
– Só um pouco! Mas entra aqui, vai!…
Entrei e ele me pediu pra passar a chave na porta e fechar a janela. Saiu de trás da mesa e veio sentar num sofá de dois lugares que ele tinha dentro do escritório.
– Fica peladinha pra mim, fica!…
Foi o meu primeiro strip-tease na frente de um homem. Tirei minha blusa, minha saia, meu sutiã e por último fui descendo lentamente a calcinha já olhando pro Aldo que movimentava a mão na sua pica dura fora da calça.
– Caralho menina; você é muito putinha, vem cá, vem!…
Sentei do seu lado do sofá e ele foi direto com a boca nos meus peitinhos mamando nos dois biquinhos pontudos e durinhos.
– Vai ser na bundinha, ok?…
– Tá Aldo, eu deixo!…
Ele me fez primeiro chupar bastante seu pau pedindo pra salivar bastante na cabeça. Colocou-me de joelhos sobre o sofá e foi com a boca no meu cuzinho, passando a língua e também soltando bastante saliva sobre meu buraquinho. Encostou seu pau, e segurando-o firme com a mão começou a forçar até que meu cuzinho começou a abrir pra deixar aquela coisa grossa ir entrando.
– Aaaaaaiiii! Aaaaaiiiii! Dóooooiiiiiii!…
Aldo parou com boa parte do seu pau dentro do meu rabo.

novinha-fodendo-padrasto-3
– Não grita, não grita que alguém pode ouvir!…
– Huuuuummmmmm! Tá! Tá booooommmmmmm; pode enfiar mais!…
Tive que aguentar aquela tora toda enfiada no meu cuzinho. Logo a dor passou e só passei a sentir meu cuzinho latejando em torno daquele pauzão que começou um vai e vem cada vez mais rápido.
– Caaaralho! Que cuzinho gostoso… Bem apertadinho!…

novinha-fodendo-padrasto-4
Claro que eu era apertadinha pro Aldo tanto na frente como atrás. Em comparação com o dele, o pintinho do meu namorado não passava de um dedinho mindinho. Aldo deve ter ficado uns dez minutos socando no meu cú, que sem nem tocar na minha buceta consegui ter um orgasmo antes dele encher meu rabo com o seu gozo… Foi simplesmente divino dar a bunda pro meu padrasto. No dia seguinte Aldo me fodeu novamente por quase uma hora metendo muito na minha buceta, e quando eu gozei pela segunda vez ele tirou e enfiou rapidamente no meu cú dando mais um monte de bombadas antes de gozar. Mais um dia, tinha acabado de acordar quando vi Aldo entrando no meu quarto com o pau já duro pra fora do seu short de pijama; assustada:
– Que isso Aldo; e minha mãe?
Ele subindo de joelhos sobre a cama.
– Ela saiu cedo pra uma reunião na faculdade! Vem dar uma chupadinha no meu pau. vem!…
Mais que depressa me ajeitei na cama pra abocanhar aquela vara dura e cabeçuda: lambi, chupei, punhetei e até fiz carinho no seu saco cabeludo até começar a receber seu líquido dentro da minha boca. Ele segurando minha cabeça impedindo de soltar seu pau.
– Bebe tudo minha putinha, bebe!…
Ele ia esporrando e eu ia bebendo e deixando escapar um pouco pelos cantos da boca… Adorei o gosto da porra do Aldo. Combinamos de continuarmos indiferentes um com o outro na frente da minha mãe; mas bastava ficarmos sozinhos pra viramos amantes sedentos por sexo. Fiquei pelo menos uns 6 meses sem namorar mais ninguém; só sendo a putinha do meu padrasto que passou a me levar pra motel onde ficávamos muito mais a vontade. Adorava ficar olhando pelos espelhos do motel, eu peladinha de quatro e aquele homenzarrão grudado atrás do meu traseiro bombando na minha bucetinha ou até no meu cuzinho.
– Me chama de puta, vai! vai! mete! mete! bate na minha bunda, baaaaate!!!!!
Ele segurava e puxava meus cabelos com uma das mãos como se fosse uma rédea, e com a outra ia dando tapas na minha bunda deixando-a bastante vermelha.

Fazendo a Sobrinha novinha chorar com o kct no cuzinho

Fazendo a Sobrinha novinha chorar com o kct no cuzinho. Uns tres anos atraz comprei um sítio e rapidamente esse sitio virou um ponto de encontro pra nossa família … fim de semana a família toda si reunia pra ficar na piscina e beber … meu irmão e minha irmã que são mas velhos que eu sempre levavam suas filhas ” minhas sobrinhas” pra elas brincarem la pelo sítio. nessa epoca umas delas que vou chamar “sara” ja xamava não so minha atenção mas como de qualquer cara. eles literalmente babavam por ela… quando meus amigos estavam la pelo sítio ficam brincando comigo dizendo ” nossa mas essa tua sobrinha e uma delícia si ela fosse dmaior eu pegava ela” eu levava tudo na esportiva e so ria !!! o tempo passou e minha sobrinha cresceu e eu ja nem lembrava que ela era minha sobrinha eu via ela como uma mulher e vouta e meia eu batia uma punhta pensando como seria tirar aquele cabaço .. eu sabia que ela ainda era virgem!!. mas como ela era filha do meu irmão eu respeitava muito ela. tudo começou a mudar num domingo quando todo mundo tava la no sitio era aniversário do meu irmão e tava rolando um churrasco la pra ele…mas justamente nesse dia que eu poderia ver minhas sobrinhas so de bikine inclusive sara… eu tava com virose e não sai da cama… então fikei deitado la no meu quarto. e so ouvia a música la fora. fui da uma olhadinha pela janela e ” nossa praticamente minhas sobrinhas tinham feito uma competição de quem usava o menor biquíni nessa epoca sara tava com 17… e minhas outras sobrinhas tinham uma 16 e outra 15. fikei louco pra ir pra la pra ver sara mas de perto mas como tava muito quente achei melhor não ir devido a virose… tava la na cama de bobeira quando sem mas nem menos “sarinha” que e como eu xamava ela. entro no meu quarto toda molhada como aquele mini bikine toda linda dizendo ” ei tio posso usar seu banheiro… papai ta no outro e não posso esperar to apertada”… eu disse claro fique a vontade… então ela entrou…demorou um pouco e quando saiu sento na beira da cama me perguntando pq eu não tava la fora. ” disse to com virose não posso” ala com aquele jeitinho de menina pego minha mão falando .” vamo tio ta muito legal la na piscina… falei não sarinha e pra falar a verdade quem eu keria ver to vendo agora… ela sorriu e meio sem jeito falou vc keria me ver tio pq? falei sei la acho que bateu saldade de vc… mas pq saldade de mim tio…
Não resisti e coloquei minha mão sobre sua perna ela olhou fundo nos meus olhos sem saber oq eu tava fazendo ficou calada… eu tava tomado pelo desejo e minha mão foi deslizando em direção sua bucetinha…o silencio entre nois dois so foi quebrado quando meu irmão que e pai dela apareceu na porta …”filha ti achei!!.. vc não queria usar o banheiro ?” era pai mas ja fui aki no banheiro do titio so to vendo aki como ela ta !” ata filha !” não demore muito ai ta…seu tio ta doente. .
então ela si levantou e foi embora mas ela fico com um olhar diferente e quando chegou na porta ficou parada com a mão na masaneta e eu pude apreciar por um breve momento aquela linda e gostosa bunda ….então olhou pra mim e viu que eu não tirava os olhos dela…e sorriu e foi embora…
Não demorou muito e escureceu e como não pude voltar pra cidade meu irmão resolveu passar a noite no sitio… ja era bem tarde acho que todos ja tinham dormido quando vejo a porta do meu quarto si abrir pra minha surpresa era minha sobrinha…com uma camisola rosa quase transparente e com um ursinho na mão ..” tio posso usar seu banheiro … eu mesmo sabendo que tinha outro banheiro na casa nem questionei ” claro sarinha pode sim” ela entro e saiu rapinho … pergunto oq o senhor ta acistndo ai… to vendo um filme ..” ela nossa essse filme e otimo posso acistir com o senhor. .. num sei sara seu pai pode nao gostar ” mas ele ja ta dormindo tio e eu num vou contar pra ele” dexa eu acistir eu adoro esse filme…. então tudo bem deita aki do meu lado. mas antes pega um remedio ali naquela caixinha pra mim…nessa hora eu ja estava em uma guerra contra o desejo…. eu tava tão aéreo pela quela situação que nem olhei pro remedio e fui colocando na boca e engolindo com água… ai ela deito do meu lado e ficamos acistndo o filme. mas derrepente foi me dando um calor e meu pau endureceu ficando gigante … foi ai que me lembrei que nao tinha so um remédio detro daquela caixa… falei pra ela “putz acho que tomei o remédio errado” mostra pra mim o remédio que vc me deu sara… ela foi buscar a embalagem e quando olhei na pra sua mão era a embalagem de um viagra que eu tinha esquecido la… “foi esse tio fiz algo errado? ”
-não era esse remedio…era o outro ” -ela disculpa tio não sabia … o senhor vai passar mal. pra que serve esse que eu ti dei …posso ajudar o senhor ?…

comendo-o-cu-da-sobrinha-2
-falei vc ate poderia me ajudar si não fosse minha sobrinha… -mas eu que errei eu que tenho que corrigir meu erro meu pai sempre diz issu!! Então eu disse esse remedio eu uso pra fazer sexo sarinha! ! ” sexo tio? não intendi!!” quando eu tomo issu meu pau fica duro e so amolece quando sai um leitinho dele e si esse leite não sair meu pau vai ficar assim duro a noite toda e vai dor muito amanhã… ” ela toda asustada com minha explicação pergunta -como posso ajudar a tirar esse leite tio? ” eu olhei fundo nos seus olhos e disse vc tem que mamar no pau do titio … ” ela… acho q ja via mamãe fazendo issu com papai mas achei muito nojento …tem outro jeito ?”
tem sim…dexa eu meter meu pau em vc ate o leite sair… “mas ainda sou virgem tio não posso …mas eu kero ti ajudar muito” sem opção fiz minha última tentativa …so tem um jeito sarinha posso meter no seu bumbum vai ser rapinho so pro leite sair mesmo!!! ” mas ainda vou ser virgem ne tio? ” claro que sim sarinha!!” ela disse então tudo bem tio oq eu faço?
Primeiro pega uma pomada que ta la naquela caixa onde vc pego o remédio… ela foi e trouxe meu lubrificante… “e agora tio?”…falei si apoia na cama com seus joelhos no chão ela fez exatamente oq eu mandei colou os joelhos no chão e fico apoida na cama ..-tio vai doer ? vai um pokinho mas e so ate leitinho sair ta!
levantei sua camisolinha e baixei sua calsinha ate a metade sua coxa… meu pau tava pra explodir de tesão passei e lubrificante na entrada do seu cazinho rosado…
ela -ai tio minha mãe disse pra eu nunca dar atraz …so to fazendo issu pq fiz besteira ta…
relaxa bb titio vai fazer vc gostar ai vai querer da sempre… enquando falava meu pau ja tava forsando a entrada do cuzinho mas apertado que eu ja comi… ela mordeu forte seu ursinho enquanto a cabeça do meu pau era carinhosamente engolido por seu cú virgem… fui metendo mas sua mão segurou a base do meu pênis impedindo que eu metesse tudo…desliguei a tv pra escutar melhor os gemidos daquele bb… ela tava quase chorando pq mesmo com sua mão segurando meu pau so a cabeça ja era muito pra um cú tão novinho…em meio ai seu sofrimento ela perguntou tio ja vai sair o leite? ja amor ja to quase gosando vc ta maravilhosa ta… solta o pau do titio e abre seu bumbum vai… ai o leite vai sair mas rapido prometo ….ta bom tio..
então ela soltou meu pau e briu com as duas mãozinhas seu bumbum… o vai e vem fico mas rapido e meu pau foi ate o fim meu saco batia em sua bucetinha que nessa hora ja tava completamente melada …passei saliva no meu pau e acelerio o máximo q pudi.. seu corpo tremeu inteiro ela olhou pra mim com uma carinha d choro e disse cadê o leite tio? …Não to mas aguentando… ouvindo issu gozei igual um animal detro do seu cúzinho e encima daquela bunda maravilhosa…. pronto bb tai todo o leite do titio…fikei um pouco em cima dela exausto…sai d cima dela d disse agora pode ir la no banheiro e toma uma banho ta… ela foi no banheiro e quando voltou disse tio ja vou pro meu quarto…num fala na pro meu pai que eu vim no seu quarto…. pode dexar minha lindinha… segredo nosso

Minha esposa chegou em casa toda arrombada

Minha esposa chegou em casa toda arrombada. Esta semana Samantha, me surpreendeu,essa foto foi tirada quando ela chegou em casa depois dessa história abaixo.
tinhamos conversado que ela poderia dar a quem ela estivesse afim, mesmo estando na rua sozinha, bem ela me ligou as 16h horario de sua saida do trabalho, e me falou:
-Amor estou aqui no shoping com Jorge…
antes dela completar a cortei dizendo:
-Samanhta vê lá oque vc vai fazer, toma cuidado..
ela me corta dizendo:
-Deixa eu falar já conversei com ele disse que era casada e que vc gosta de ser corno , então ele me disse que vai me levar na casa dele, e que a esposa tava na casa da mãe junto com os filhos.

esposa-de-corno-samantha-2
eu pensei ela tá louca , mas estou excitado de saber… e perguntei:
-vc tá falando isso na frente dele? ela respondeu que não e que ele estava ao celular longe dele, provavelmente seria a esposa ou algo assim..
Jorge eu já o conhecia e já até fomos a casa dele num churrasco conheciamos inclusive a familia ele trabalha na filial da empresa onde ela trabalha, e está sempre fazendo festas pois além do trabalho como programador na empresa ele foi DJ e curte muito festas é bem animado

Ela desligou cel, mas pedi pra que mantivesse ligado o aparelho.
bem depois de 4 horas tive que ligar e pra minha surpresa ela não atendeu, insisti e quando atenderam um homen na linha falou que ela estava ocupada e pude ouvir uma algazarra ao fundo.. pedi pra falar com ela e desligaram o celular, pensei fudeu e agora? mas não estava tão preocupado pois sabia que Jorge era casado e ele sabia que eu estava ciente dela estar com ele, afinal ele é homen iria querer fuder aquela mulher deliciosa que a Samantha é, e não deixaria nada acontecer de mal a nova putinha dele… e a algazarra deve ser algum lugar que eles estão..

se passou 3horas e Samantha chega em casa , correu direto pro chuveiro e sem falar nada, me pediu pra levar um copo de Coca cola pra ela, pensei não foi como ela queria aconteceu alguma merda, e eu estava com a pica explodindo de tesão pra saber oque houve. perguntei a ela e ela disse que foi horrivel uma coisa que aconteceu..
eu perguntei :

esposa-de-corno-samantha-3

-mas conta o que houve.

ela disse pra mim não ficar chateado por não poder atender o celular e que ela estava bem e inteira.. mas tinha acontecido uma coisa !

eu fiquei com o pau latejando de tesão, mas fiquei só escutando.. ela contou que indo em direção a casa dele , ele parou numa oficina mecânica entrou com o carro e era horario de fim de expediente já umas 18h , lá ele desceu apertou a mão de dois caras que estavam lá e um deles saiu falou que iria descer a porta da frente da loja pois estava na hora dele . o Jorge me pediu pra esperar só um pouquinho. e foi ao escritório ao fundo da loja, ela ficou sozinha no carro e minutos depois veio Jorge com o amigo e mais 3 mecânicos, todos sem camisa e aparentemente suados,

esposa-de-corno-samantha-4

Jorge pediu pra ela descer do carro e logo lhe deu um beijo nisso o amigo já colocou a mão na bunda dela, ela se assustou mas deixou correr, estava adordoada com a situação e não acreditando no que estava acontecendo, logo estava sentindo o mel de sua buceta lambuzar seu grelo.. quando se deu conta estava sendo alizada pelos outros 3 mecânicos um deles com a piroca pra fora pegou a mão dela e mandou que o punhetasse, ela ficou surpresa com o tamanho da vara e ficou mais excitada ainda.. nisso já estava com a saia abaixada e toda aquela bunda de fora no meio de 5 homens lambendo seu corpo e alizando , um deles começou a tirar as roupas e nisso ela se prontificou a ficar de joelhos e a chupar todos, fizeram um arco ao redor dela enquanto chupava um tocava punheta em 2 isso revesando , ai que começaram a falat:
-Sua vagabunda piranha, seu marido é um corno mesmo, sua vadia.. vc gosta né?
ela ficou meio sem ação mas outro completou:
-vamos todos arrombar vc hoje cadela
Ela ficou mais excitada com aquilo tudo e entrou na deles se levantou deidou no capu do carro com a bunda empinada de costas e falou então vamos logo quero sentir cada piroca aqui entrar na minha buceta e só pica que não gozar 1º vai comer meu cuzinho.

Nisso eles passarm a comer a buceta dela de costas e revesar, não ficando muito tempo pra não gozar, mas o tesão era tão grande que um deles gozou ao lado dela só com ela alizando o pau dele e sendo fodida, vendo isso o 2º dentro da buceta dela jorrou aquela bucetinha de porra soltando um urro e tapas em sua bunda, os 3 que restaram eram o Jorge e 2 dos mecânicos, ai ela já estava cansada de levar pica na quela posição e foram pra um sofá que tinha no canto lá ela deitou-se de frete e de pernas pra cima recebeu a pica de Jorge em sua buceta, quando viu estava outro colocando a pica em sua boca e no lado oposto outra pica, ela ficou revezando,
até que ninguém gozava Samantha já super excitada mandou um deles sentar e sentou encima daquela piroca com o rabo enpinado perguntou agora é de quem chegar 1º … Jorge que já estava de pé bem enfrente aquela visão do paraiso, Samantha cavalgando numa piroca negra enorme e oferecendo o cuzinho .. ele agarrou em sua cintura e nisso o outro puxou ele e começaram a brigar, ficaram os 2 discutindo e sendo segurados pelos 2 que tinham gozado antes e nisso o que tinha puxado Jorge jogou uma chave de fenda em sua direção,neste momento o celular dela toca e um deles atende, ela já não estava mais sendo fodida e sentada no sofá assistindo aquela briga idiota.. Jorge foi ferido no rosto , e o cara foi expulso do ambiente, com isso o clima ficou meio extranho , mas pra tentar salvar o clima Samantha diz:
-Agora eu faço o seguinte pra ninguém brigar , vou deixar cada um de vcs comerem meu cú, mas sem briga só vou parar depois que vocês 4 gozarem, vem Jorge vc é o primeiro.

de 4 no sofá marcia sente a pica de Jorge invadindo seu ânus, todos ao redor tocando punheta pra cena, e Samantha já estava rebolando com aquela pica no cú e sendo bulinada na xana. Jorge goza vendo ela chupar uma rola e levando a pica dele no rabo.
Logo em seguida vem o 2º que mau entra no seu cu tb goza, o terceiro vem logo em seguida e por conta do cu já estar bem fodido , ele come com mais força e mais fundo Samantha começa a chorar de tesão e dor ao memso tempo e a gemer alto.
ele aperta aquela bunda macia e gostosa, bate deixando marcas de seus dedos.. ela grita e logo outro pau invade sua boca abafando os gritos, o cara atráz dela goza.
ela se desfalece no sofá e o ultimo fala:
-ainda tem eu pra foder esse cú.
ela já estava com o cú escorrendo e fala que tudo bem trato é trato, e logo fica dessa vez de bruços no braço do sofá, pois já não se aguentava em ficar de4 sefurando a cabeceira do sofá.

esposa-de-corno-samantha-5

o cara coloca a cabeça que entra fácil mas a medida que vai entrando ela vai sentindo que a pica era grande.. mas muito grande e ia engrosando ao longo de sua extensão.. ela começa a chorar, mas dessa vez sem gritos e gemidos bem baixinho.. ele percebe e começa a judiar de seu cuzinho, enfiando com mais força, e falando:
-Anda vadiazinha, vc não aguenta essa rola no cú, quero ver vc rebolar agora. ele tirava a rola toda do cú dela e mostrava aos amigos, incluindo Jorge e eles riam.. chamando de gostosa de putona, que ela gostava de chegar em casa arrombada daquele jeito e que iria contar tudo pro maridinho dela, ela ficava excitada com isso e completava:
-vou vou sim contar tudinho pra ele que vsc arrombaram meu cuzinho e que minha xota está ardida de tanto levar pica, que adoro dar a minha bucetinha na rua e chegar em casa gozada.

O cara meteu de uma vez novamente a pica e quando estava quase gozando tou do rabo dela e nungesto rápido Samantha se virou e recebeu os jatos de pora na cara ficando toda lambusada , ela esfregou aquela rola na cara e seios, estava toda molhada, com a buceta escorrendo e cú, quando percebeu também estava toda suja de graxa ou coisa assim pois ela estava numa mecânica.

depois de tudo isso já tinha gozado só de ouvir a história , perguntei o que foi horrivel então? ela completa:
-Poxa mas o jorge levou uma chave de fenda na cara, tadinho, ele me colocou num táxi e foi direto pro hospital, acho que nem vai trabalhar amanhã tava um roxo feio.

Enrabando a minha própria irmã

Enrabando a minha própria irmã. Após os últimos acontecimentos entre eu, minha irmã e nossa prima, acabou que tivemos um leve imprevisto pois nossa prima teve de ir para a sua casa, mas nada que nao fosse momentâneo. Aos que ainda nao conhecem minhas historias, e melhor lerem para entender bem, votem e comentem também Eu e minha irmã Alice já estávamos a algumas semanas nos beijando e masturbando as escondidas (assim e sempre mais gostoso) e por passarmos boa parte do dia sozinhos e sermos nudistas tínhamos liberdade para bastante coisa. E é ai que começa tudo Segunda feira havíamos ido para o colégio de manhã cedo, e como toda semana, após sairmos de lá fomos para a academia malhar. Quase nao conseguia malhar vendo minha irmã vom aquelas roupas coladinhas que parecia que fazia de tudo para se mostrar pra mim, que assistia tentando controlar minha ereção.
A academia estava praticamente vazia entao quando nao aguentava mais, a segurei pelo braço e levei a uma sala bem escondida de todos.

enrabando-a-minha-propria-irma-4
– eu não to mais aguentando ver voce se exibindo sua safada
– ta gostando maninho ? Então olha
Dito isso ela afastou sua blusinha e me mostrou seus peitos la mesmo
Não aguentamos e passamos s nos beijar la mesmo, mas acabamos parando por alguém poder chegar.
Saímos as pressas da academia bem cedo e nos dirigimos rapidamente pra casa.

enrabando-a-minha-propria-irma-2

Logo ao chegar ja fomos tirando nossas roupas e no meu quarto já recomeçamos tudo, nossos beijos, amaços e tudo mais.
Eu já estava de pau duro quando minha irmã se abaixou e colocou tudo na boca e começou a mamar.
Não tem boquete melhor e mais quentinho que o dela, que mamava dizendo que queria seu leite.
Após alguns minutos eu nao aguentei e gozei bem forte em sua boca.
Meu pau ainda estava duro, então aproveitei para realizar uma vontade minha, a coloquei de quatro e comecei a chupar aquela buceta e cuzinho enquanto ela gemia ns minha língua.

enrabando-a-minha-propria-irma-3
Me ajoelhei atrás dela e passei a cabeçona buceta dela e mirei mo seu cu.
Ao mesmo tempo que empurrava a piroca nela ela ia pra trás gemendo.
Quando entrou tudo eu conseguia sentir seu anelzinho comprimindo meu pau.
Passamos a fuder sem parar, suados, ela gozando, eu montar em suas costas metendo meu pau cada vez mais fundo ate que anunciei que ia gozar e ela pedindo pra deixar seu cu branco de porra.
Nao aguentei e despejei toda minha porra naquele cu apertado da minha irmã.
Ficamos grudados por um tempo r depois deitamos na cama, com o cu dela escorrendo de porra.

Minha esposa foi arrombada por três Pedreiros, fiquei sabendo só depois

Minha esposa foi arrombada por três Pedreiros, fiquei sabendo só depois. Aqui perto de casa estão construindo um prédio e sempre passo por perto para ouvir as cantadas dos pedreiros…um dia passei bem tarde e um deles disse “moça, entra aqui pq tá tarde e perigoso, toma um café com a gente”, entrei já pensando que iriam me comer, claro…assim que entrei eles me levaram para uma mesa e notei que ao lado da mesa tinha um colchão velho no chão, sentei e conversei um pouco com eles, os 3 eram negros e tinham 30 e poucos anos, disseram que sempre me viam passar e me achavam gostosa.

esposa-fodendo-pedreiro-2

O que estava sentado do meu lado colocou a mão na minha coxa e subiu até pegar na minha buceta já molhada, então ele gritou “ela tá sem calcinha, essa é puta mesmo” e ai foi o sinal, eles tiraram minha roupa e me ajoelharam no chão, quando vi já tinha 3 paus pra eu chupar, eles falavam “agora chupa sua puta, chupa que a gente vai te enrabar e te fuder toda”, chupei aqueles caralhos enormes e me masturbei, gozei.

esposa-fodendo-pedreiro-3

Um deles deitou e disse “vem aqui putinha, cavalga no papai vem, senta aqui na pica e rebola vadia” sentei e rebolei muito, aquela pica era deliciosa, ele me puxou pra ele e ficou me mamando enquanto metia na minha buceta, até que senti meu cu sendo aberto aos poucos e a cabeça do pau de um deles entrando devagar, o outro veio com o pau na minha boca e eu chupei com vontade, o que tava no cu começou a bombar sem dó, e eu tava adorando levar pica de todo jeito…gemia e rebolava.

esposa-fodendo-pedreiro-4

Nenhum deles gozou e me colocaram de pé, reclamei da camisinha e um deles disse “vai levar pau sem camisinha, pra sentir o cacete todinho e depois sentir a porra nessa tua buceta de puta, vai levar porra no cu também sua vadia” e me bateu no rosto, me segurou pelo cabelo e começou a foder minha garganta, eu só olhava pra ele com minha cara de quem ama ser fodida com brutalidade….aproveitei e fiquei pegando no pau dos outros dois enquanto era fodida na boca, depois um deles me colocou no braço, de frente pra ele e me comeu pela frente enquanto vinha outro e comia por trás, era maravilhoso ser levantada pelos dois, meu cu já estava todo arregaçado e o pau entrava bem fácil….eu gemia e pedia mais…me colocaram no colchão de costas e cada um veio de frente me comento a buceta e me dando tapas me chamando de puta, vadia, gostosa do caralho, até gozar, quando os 3 gozaram eu fiquei encharcada de porra e eles jogaram minhas roupas de volta pra mim…disseram “tchau putinha…

esposa-fodendo-pedreiro-5

Volta outro dia que a gente tras outros amigos, tua buceta é boa de levar pica, a gente sabe onde tu mora, qualquer coisa a gente aparece lá pra te foder” e no final me deram 50 reais “a gente sabe que tu é puta, pois toma teu dinheiro, é isso que tu vale hoje, depois tu ganha mais”, saí de lá com as pernas tremendo..mas cheia de tesão..isso aconteceu exatamente há 2 semanas e ainda não voltei lá, estou esperando meu pai sair de viagem pra chamar todos eles lá pra casa, oq acham?